21
Mar 07
21
Mar 07

Portugália...

Hoje a pequenina foi almoçar comigo e com a minha mãe ao famoso restaurante "Portugália"! isto por si só não seria notícia, pois já lá foi muitas vezes...
A novidade é que pela primeira vez, pedi um prato só para ela... sentou-se na sua cadeirinha e lá foi petiscando o seu hamburguer com ovo e batatas...sem molho,claro!
Também pela primeira vez, ficou sentada durante todo o tempo...
Outra novidade é que fez o seu primeiro desenho perceptível.
A rita "escreve" com a mão esquerda, e a minha mãe desenhou uma bola para fazer a cara do ruca... algo aconteceu que já não terminou o dito e ao fim de alguns minutos a rita disse:
- " fó...mãos...pés...fó...mãmã...olha...mãos...pés..."
pois senão quando olhamos para a cara do ruca e tinha desenhado dois traços no lugar dos olhos, um no lugar da boca, dois riscos como se fossem dois braços e dois para baixo no lugar das pernas...
não é por ser minha mas é muito espertinha...nem dois anos tem...
desculpem este "gabanço" todo, que até não é muito normal em mim mas hoje é que vi como a minha filha está crescida!
o tempo passa realmente sem dar-mos por isso!
a minha tia costuma dizer que ainda ontem tinha a minha idade, acho que estou a começar a compreendê-la!

obrigada a quem de direito pelo elogio aos meus textos...
mas há quem não goste...há quem ache que são tristes...
mas eu acho que quem pensa assim tem a consciência pesada...digo eu!
vou a proveitar que a minha rita dorme no alentejo a vou descansar...
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 22:53 | comentar | ver comentários (3) | favorito
20
Mar 07

1989...

Parei. Parei para pensar.
Fiquei eu, estava só eu.
Tudo estava escuro, eu, tu e o mundo.
Só peço um sinal, só uma luz e nada mais.
Vibrações de desejo passaram por mim, passaram por nós,
Eu fiquei, fui ficando.
Senti-me vazia e super lotada de um confronto desconhecido.
Ou eu e tu ou os outros.
Estava calor.
Mas eu seguia, seguia sempre nunca podendo parar.
Volta-me as costas ou aposta tudo comigo,
Ou tudo ou nada, ou nós ou ninguém,
Não quero distâncias, muros ou abismos,
Ou somos dois e um ou não vale a pena.
Subi…estava frio.
A luz não vinha, não veio
E eu continuava a subir até ti, até mim,
O fogo queimava,
O frio aumentava e eu ardia contigo
Chamas apagadas de desejos perdidos nos outros,
Vozes surdas querendo fazer-se ouvir,
Afastadas pelo vento do tem que ser,
Eu subia contra a corrente do dever
Que me arrastava para os outros e me separava de mim,
O “quero” que se julgava sentido, bloqueava,
Proibia, magoava acima de tudo,
Vozes, vozes de presença que eram e faziam ser.
Não suporto mais o tenho que…
Quero apostar tudo no quero.
E o que é que eu quero?
Quero ser e quero que sejas,
Quero sentir-te meu e que me sintas tua, que me faças sentir mulher,
Que te entregues a mim como homem.
O calor gela-me o sangue nas veias,
Quero respirar, ficar comigo e andar sempre.



Então um dia o céu fica claro…
Agora eu vejo e desço,
Sofucadamente livre, demasiadamente eu,
Aí vou ter contigo,
Sejas tu quem fores, para te conhecer,
Para finalmente sermos os dois, para nós.
Já sem presenças alheias, sem vozes de comando,
Sem ter que abandonar o jogo,
Sem os outros,
Então podemos ser,
Podemos gritar o que somos,
Sentir o que fazemos, ter o que queremos,
Depois voltamos a subir,
Os dois como um só,
O fogo volta a queimar,
O frio corta-nos,
Nada disto faz sentido
E nunca teve tanta razão de ser.
publicado por Viver Alentejo às 23:18 | comentar | ver comentários (3) | favorito

até amanhã

bom, depois de terminar esta acção de formação, fiquei a saber que vou começar uma outra na sexta feira!
Deverei, assim, ir passar o fim de semana ao alentejo!
neste momento estou um bocadinho irritada...
há pessoas que têm o dom de me tirar do sério!
às vezes acho que faço figura de parva...
vou desculpando porque descobri que neste mundo há pessoas que não sabem ser gostadas!
Lidam bem com quem os trata mal e dão pouco importância a quem deles gosta...
como é um mundo desconhecido para mim, vou tentando arranjar um modo de contornar a situação...mas há dias em que certas atitudes me deixam fora de mim...
fico com vontade de virar costas e deixar de me preocupar com quem não sabe lidar com coisas boas.
publicado por Viver Alentejo às 23:08 | comentar | favorito
20
Mar 07

formando

estou na sala de formação...
é verdade...e os meus doze formandos estão a fazer o teste final da acção.
coitadinhos...e eu aqui a divertir-me!
o teste não me parece difícil mas acho que lhes está a dar um bocadinho de trabalho...
finalmente vou de folga...
acho que a minha mãe, que nos veio visitar, vai levar a rita para o alentejo e eu vou aproveitar para dormir um bocadinho...
se estiver bom tempo talvez vá ver o mar...
agora vou voltar à formação, até logo
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 13:20 | comentar | ver comentários (1) | favorito
19
Mar 07
19
Mar 07

dia do pai

19 de março!
Há um ano escrevi que o dia tinha sido triste...
Hoje foi um dia normal, daqueles em que tento não me lembrar do que me quero normalmente esquecer!
Resolvi olhar para a frente e pensar no pai que a rita tem em vez de me lembrar daquele que já não tenho!
Não preciso de lhe prestar homenagem pois a melhor que lhe faço é viver segundo os seus ensinamentos...
aplico o que me ensinou e espalho pelo mundo as suas sábias palavras, para quem me quer ouvir falar dele.
vou transcrever um poema que escrevi na véspera de natal, há quase dezanove anos, dez dias depois do meu pai falecer...
estas palavras que muito fizeram chorar quem o conheceu estão gravadas na sua campa junto com uma frase de fernando pessoa que o descrevia em pleno e diz:
" VIVO SEM QUE O SAIBA E MORREREI SEM QUE O QUEIRA"

Pai

"Tinha um sonho,
Cru e castigador,
Forte como o vento,
Doce como o luar,
E então cresci,
E então vi que já nada fazia sentido,
Que o meu sonho se tinha apagado.
Nada foi como eu sonhara,
Senti-me perdido,
Abandonei-me, deleguei-me,
Joguei e perdi,
Mas era tarde para desistir…
Já não estava só,
Já não fazia parte de mim,
Então tive de recomeçar,
Mas desta vez já não tive um sonho meu,
Tive de o construir, de o inventar,
De o defender e reforçar…
E não mais pude sonhar,
Não mais foi permitido realizar-me,
Foi um sair de mim,
Foi um fazer-me nos outros."

Era assim que eu o via aos meus dezoito anos.
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 21:05 | comentar | ver comentários (2) | favorito
14
Mar 07
14
Mar 07

boa noticia...

a trissomia 21 do bebé da minha amiga é do tipo livre o que significa que a partir dos 5 anos quase não se vai notar nada...mesmo ficando com traços visiveis, a nivel de desenvlvimento vai ser muito bom, prácticamente normal...
fiquei muito contente, claro está!
depois também fiquei a saber que as perspectivas para um negócio de futuro são boas...
hoje tive noticias doces do alentejo.
mas às duas da manhã um grande pesadelo da pequenina atirou-me para o sofá da sala para ver o RUCA...ossos do oficio!
apesar disso as noticias são boas...enfim, nem tudo me pode correr mal.
"agora vou-me guardar e arrecadar a pequenina que tenho sono"
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 20:22 | comentar | ver comentários (2) | favorito
13
Mar 07
13
Mar 07

estou cansada

estou cansada,
estou cansada porque nada muda,
porque as pessoas são sempre iguais,
cansativas de tão previsiveis,
emproadas e sem graça,
com a mania que são mais importantes do que todos os outros.

hoje não tive noticias do Alentejo...
se calhar estou um bocadinho triste...
mas adiante...
vou começar uma acção de formação amanhã...
vamos ver como corre a logistica da coisa...

vou dar banho à pequenina que hoje o destino atrasou-nos...
a pilha do comando do carro morreu e se não fosse o tiago, hoje dormiamos à porta do 25.
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 22:13 | comentar | ver comentários (1) | favorito
12
Mar 07
12
Mar 07

na capital

É já da capital que vos falo...
Saí do meu alentejo às 5.30 da madrugada e fui directa para a formação.
Como devem calcular não foi um dia muito fácil...
Estivemos a ouvir falar de gestão da vida no tempo...
de como nunca temos tempo por sermos uns desorganizados, etc.
alguma coisa me ficou pois assim que cheguei a casa:
1- liguei para saber dos meus 2500 euros que dei de sinal para uma casa que nunca comprei e parece que o construtor me vai devolver o dinheiro.
2- entreguei o irs via net.
3- desfiz as malas e arrumei as compras.
4- tratei da pequenina e de mim.
5- fiz consultas para saber coisas do meu futuro negócio.
e ainda vamos dormir cedo.
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 21:20 | comentar | ver comentários (1) | favorito
09
Mar 07
09
Mar 07

de longe

É de longe que vos falo!
Vim até ao alentejo, claro, que é o meu porto de abrigo, como sabem.
Passei a semana na formação e tenho mais uma semana e meia do mesmo, por isso estou um bocadinho mais calma, sem o inferno do apt.
Decidi acabar de escrever o meu livro, talvez pelas palavras do meu novo amigo, por enquanto, virtual e da minha melhor amiga...
Talvez seja um disparate não continuar a fazer uma coisa de que tanto gosto e para o que, pelos vistos, tenho algum jeito...
Vou comprar um portátil para aproveitar os momentos de inspiração e para poder a qualquer hora dar um olhinho ao negócio que quero começar...
Depois falo disso e explico tudo.
Para já queria só desejar um bom fim-de-semana a todos os que me visitarem...
Eu também espero ter!
fiquem bem!
publicado por Viver Alentejo às 21:26 | comentar | ver comentários (2) | favorito
08
Mar 07
08
Mar 07

entre nós

Entre ir ficar, nuns dias quero ir, noutros ficar...
Entre ti e mim, nuns dias escolho-te a ti,noutros não sei quem és...
Entre construir e deixar andar, nuns dias tenho força, noutros vejo-te passar...
Entre acordar e ficar a sonhar, nuns dias abro os olhos e vejo, noutros não quero pensar...
Estando contigo e sem te poder ter, nuns dias acredito noutros sou descrente...
Entre o futuro e o destino nuns dias vou à luta, noutros espero que chegues...
Entre esforçar-me e desistir, há uma linha tão fina que nuns dias consigo vê-la, noutros não...
Entre saber o que estou a dizer e o que estou a sentir cabe um mundo que desconheço...
Entre ir e ficar, nuns dias quero ir,noutros ficar...
publicado por Viver Alentejo às 20:02 | comentar | ver comentários (2) | favorito