Boas intenções...

Estou aborrecida, fiquei aborrecida...
De tanto querer ajudar uma amiga, acho que acabei por ser um bocadinho bruta e logo, desagradável...
Claro que a intenção foi boa, acho que o que ela vai sofrendo em prestações podia ser sofrido de uma só vez para se acabar já com uma história que se prolonga hà demasiado tempo!
Mas agora penso...quem sou eu para determinar os tempos de sofrimento dos outros, quando nem os meus consigo estabelecer? Pois...claro que não sou ninguém!
Se calhar precipitei-me...podia não ter dito o que disse, podia ter deixado andar... como amiga o meu papel é ouvir... ir dando umas opiniões, dizer umas parvoeiras para aliviar o estado da coisa...mas nunca agredir! Claro que já o fiz mais vezes...pois parece-me que isto já faz parte de mim…quando as coisas se arrastam por vários anos acho que já chega, nem eu aguento tanto masoquismo... também eu tenho uma amiga que me faz o mesmo, diz o que tem que ser dito, na hora certa e sem grandes rodeios, não vá eu poder dar outras interpretações à coisa…e sabem que mais??? Dói que se farta, mas o efeito é milagroso…quando já não podemos divagar, nem nos podemos enganar, só nos resta ver as coisas como elas são, lamentar o tempo que perdemos com o assunto e seguir em frente…pois…mas dói…e ela agora deve estar nessa parte e eu não queria que assim fosse!Bom , acho que não vale a pena continuar a lamentar o que foi feito... já está! De qualquer modo troco uma má atitude por uma boa intenção...!!!!!!!
publicado por Viver Alentejo às 11:38 | comentar | favorito