sem sentido

Nunca sentiram que uma coisa já não vale a pena?
Sinto que perdi três anos da minha vida, passei-os a ver o que não existia...
pareço aquelas adolescentes que escrevem para as revistas a pedir ajuda...tipo aquela da julia pinheiro...
Mas a verdade é que sinto isso mesmo, sinto que estou prestes a olhar para trás e não ver nada que tenha valido a pena...
Aconteceu mais uma vez o que eu tinha medo que acontecesse...tanto me sinto magoada e desiludida que o que sinto parece que seca...
já há um tempo que a fonte só gotejava mas agora parece ter secado de vez...
e o que é mais engraçado é que me sinto liberta...parece que estava numa sala de tortura psicológica e que consegui fugir...
mas não...não vou nem tenho chorado, pelo contrário, tenho muitos planos e projectos, aliás como já tinha dito...só que agora parece que estou livre para escolher o meu modo de viver esses projectos sem estar condicionada por quem não me merece...
uma coisa, já falhou...não consegui terminar o texto para o concurso literário...mas não faz mal, outro haverá...
e quase que já estava a deixar os outros ( minha familia) dirigirem a minha vida OUTRA VEZ...mas parei a tempo...
A minha vida é realmente um trabalho contínuo...não posso vacilar um milimetro que ela prega-me logo uma rasteira...desta vez quase caí...mas ainda ficou a faltar o quase!
publicado por Viver Alentejo às 20:53 | comentar | favorito