dia do pai

19 de março!
Há um ano escrevi que o dia tinha sido triste...
Hoje foi um dia normal, daqueles em que tento não me lembrar do que me quero normalmente esquecer!
Resolvi olhar para a frente e pensar no pai que a rita tem em vez de me lembrar daquele que já não tenho!
Não preciso de lhe prestar homenagem pois a melhor que lhe faço é viver segundo os seus ensinamentos...
aplico o que me ensinou e espalho pelo mundo as suas sábias palavras, para quem me quer ouvir falar dele.
vou transcrever um poema que escrevi na véspera de natal, há quase dezanove anos, dez dias depois do meu pai falecer...
estas palavras que muito fizeram chorar quem o conheceu estão gravadas na sua campa junto com uma frase de fernando pessoa que o descrevia em pleno e diz:
" VIVO SEM QUE O SAIBA E MORREREI SEM QUE O QUEIRA"

Pai

"Tinha um sonho,
Cru e castigador,
Forte como o vento,
Doce como o luar,
E então cresci,
E então vi que já nada fazia sentido,
Que o meu sonho se tinha apagado.
Nada foi como eu sonhara,
Senti-me perdido,
Abandonei-me, deleguei-me,
Joguei e perdi,
Mas era tarde para desistir…
Já não estava só,
Já não fazia parte de mim,
Então tive de recomeçar,
Mas desta vez já não tive um sonho meu,
Tive de o construir, de o inventar,
De o defender e reforçar…
E não mais pude sonhar,
Não mais foi permitido realizar-me,
Foi um sair de mim,
Foi um fazer-me nos outros."

Era assim que eu o via aos meus dezoito anos.
fiquem bem
publicado por Viver Alentejo às 21:05 | comentar | favorito